Resenha: A Culpa É Das Estrelas, de John Green

Cadê Primeiras Impressões e a Resenha de Água Para Elefantes?Bem, minha irmã comprou esse livro, eu li super rápido, 3 dias, eu participei da Semana Missionária, então não consegui fazer as Primeiras Impressões.E não terminei Água Para Elefantes ainda… I’m so sorry.

(OBS: Provavelmente darei ataques de FanBoy)

a_culpa_e_das_estrelas

A Culpa É Das Estrelas,

de John Green, 283 páginas

Editora Intrínseca, 2012

“Você vai rir, vai chorar e ainda vai querer mais” . Esta frase de Markus Zusak, autor de A Menina Que Roubava Livros, é perfeita para descrever o livro. Hazel é uma paciente terminal do câncer. Sem qualquer esperança, ela leva algumas metáforas como: – Eu sou tipo. Tipo. Sou tipo uma granada, mãe.Eu sou uma grana e, em algum momento, vou explodir, e gostaria de diminuir a quantidade de vítimas, tá? 

Nesse meio tempo, ela conhece no Grupo de Apoio, no “Sagrado Literal Coração de Jesus”, uma sala em forma de Cruz, Augustus/Gus Waters, que sofria de um câncer na perna.Junto a isso, ela relia várias vezes um livro chamado Uma Aflição Imperial, quer saber o que aconteceu no final da história, pois ele acaba no meio de uma frase. Ela faz Gus ler esse livro, e juntos tentam descobrir o final.

É muito bom. É contado em primeira pessoa pela Hazel. A escrita do John Green flui rapidamente e é muuuito gostosa!

Você enxerga a vida de outra maneira, e imagina como seria se você tivesse alguma doença e lesse esse livro.Eu imaginei isso, e admito. Eu nunca li um livro que me fez pensar tanto na vida quanto esse. Parabéns, ganhou de Inkheart (Coração de Tinta) .

Meu livro favorito like ever. Parabéns de novo, ganhou de O Senhor Dos Ladrões.

Meu segundo YA, e digo que adorei (avá) . O jeito que ele produz os personagens é surpreendente!Temos dó do Isaac, um amigo deles que tem câncer nos olhos e tal…

Quanto ao romance, é muuito confuso! Tipo, é algo grande, você sabe que a Hazel ama o Gus e vice versa… mas não é algo tão explorado no livro e ao mesmo tempo também é! John Green, você é um filho da mãe que sabe mexer com os sentimentos das pessoas!

Quanto a capa… a capa.Não é uma capa. É “A Capa” . As nuvenzinhas, o escrito em “giz” . Tudo muito bom e perfeito.

E o livro é bem filósofo. Como falei em cima, as falas geralmente tem metáforas, e vou postar as falas em imagens (vou escrever também, porque sou legal!)

aculpaédasestrelas

“Me apaixonei do mesmo jeito que alguém cai no sono: gradativamente e de repente, de uma hora para outra.”

– Hazel Grace

(Sim, todos que leram o livro amaram essa frase

 

 

 

 

aculpaédasestrelas

Não sou formada em matemática, mas sei de uma coisa: existe uma quantidade infinita de números entre 0 e 1. Tem o 0,1 e o 0,12 e o 0,112 e uma infinidade de outros. Obviamente, existe um conjunto ainda maior entre o 0 e o 2, ou entre o 0 e o 1 milhão. Alguns infinitos são maiores que os outros… Há dias, muito deles, em que fico zangada com o tamanho do meu conjunto ilimitado. Eu queria mais números do que provavelmente vou ter.

– Hazel Grace

 

 

aculpaédasestrelas

Eu sei. Aparentemente, o  mundo não é uma fábrica de realização de desejos.

– Augustus Waters

 

 

 

 

 

aculpaédasestrelas

Meus pensamentos são estrelas que não consigo arrumar em constelações

– Augustus Waters

 

 

 

 

aculpaédasestrelas

Alguns infinitos são maiores do que os outros

– Peter Van Houten

 

 

 

 

 

 

 

É isso! Obrigado por lerem, e até mais!!

Anúncios

2 comentários sobre “Resenha: A Culpa É Das Estrelas, de John Green

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s