Resenha: O Teorema Katherine, de John Green

Dois pot’s do John Green seguidos? Como assim?

Bem, EU SOU DIVERGENTE, EU NÃO POSSO SER CONTROLADO!

 

O-Teorema-Katherine   O Teorema Katherine

de John Green, 2006 (Brasil: 2012)

Editora Intrínseca, 285 págs.

ISBN: 978-85-8057-315-2

 

19 Katherines

por enquanto…

 

Quando se trata de garotas (e, no caso de Colin, quase sempre se tratava), todo mundo tem seu tipo. O de Colin Singleton não é físico, mas linguístico: ele gosta de Katherines. E não de Katies, nem Kats, nem Kitties, nem Cathys, nem Rynns, nem Trinas, nem Kays, nem Kates, nem – Deus o livre- Catherines. K-A-T-H-E-R-I-N-E. Já teve dezenove namoradas. Todas chamadas Katherine. E todas elas – cada uma, individualmente falando – terminaram com ele.

 

Certo, antes de tudo, não é nenhuma novidade (se você acompanha o blog) que eu simplesmente amo o John Green. E bem, esse livro é o total divisor de águas entre os fãs do John Green. Alguns odeiam completamente, e outros amam (que é bem a minoria.) . Eu fui um daqueles que ficou no meio. Eu acho que o John Green poderia, sim, ter feito algo melhor, mas também não gostei tanto assim.

Como essa é uma resenha do tipo: Olha, dei minha opinião, tchau e benção, quem vai se decidir se vai ler ou não, ou se concorda comigo ou não. Eu sempre adianto falando algo sobre a resenha, então é isso. Então, caso você leia só os meus resumos sobre minhas resenhas, HAHA, se ferrou.

Mas bem, O Teorema Katherine foi o segundo livro de John Green (Quem é Você, Alasca?, última resenha do blog.), e acho que ele declinou um pouco.

Antes de tudo, a história é interessante, mas eu acho que o John Green até que forçou demais. Quero dizer, o Colin simplesmente consegue criar uma história apenas por que teve o coração quebrado. Bem, imaginemos. Uma história inteira sobre um cara de coração quebrado que é uma criança superdotada e meio anti-social. Dá para imaginar uqe a história será bem “nhéééé”. Mas então eu lhes digo que não. Esse é um daqueles livros que o personagem principal, mas mais que todos os pensamentos estejam sobre ele, o personagem principal é logicamente o melhor amigo dele, o Hassan.

Toda a história, a tensão, as cenas engraçadas, tudo, vem do Hassan. Ele ganha o livro totalmente. Mas não é só isso. Temos a Lindsey também, e a mãe dela, que acolhe eles em Gutshot. Na verdade, como na maioria dos livros, os personagens são bem construídos, e nesse livro, mais engraçados que os outros. Sim, John Green conseguiu ser muito engraçado aqui. Foi, com certeza, o livro dele que eu mais ri até agora.

Tá, até agora eu falei bem do livro, mas por que eu disse que o livro não me agradou tanto? Bom, principalmente pois o John Green realmente conseguiria escrever algo melhor. Sim, eu posso dizer isso pois eu já três livros dele, reli os três, e digo, o John Green poderia ter escrito algo melhor. O livro é bom, mas acho que faltou algo. E não só por ele poderia ser melhor é que ele realmente falta algo, lendo outros livros do John Green ou não ,mas faltou algo.

Bem, o livro, em certos momentos, tem notas de rodapé, que explicam matemática. Foram algo que eu achei muito legal, e no final tem um prólogo cheio de matemática (não entendi quase nada, mas okay…) que eu achei muito legal,e eu tenho um recado ao Daniel Bliss (que ajudou o John Green a escrever as partes matemáticas): Escreva. Um. Livro. Sim, a escrita dele nesse prólogo foi mais cheia do que a próprio John Green no livro inteiro.

Não tenho tanto a sim a falar do livor, mas lhes digo: se você nunca leu nada do John Green, não comece por esse. Vá por Quem é Você, Alasca? ou Cidades de Papel (ou por A Culpa É Das Estrelas, mas não disse pois existem pessoas que não leem por ser modinha).

Quanto a edição, ela está boa. Achei uns 3 erros de português.

 

 

Até mais!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s