Hoje Vamos Conversar Sobre Anne Frank

images

 

Hoje o post é um pouquinho diferente. Pretendo fazer isso quando for falar sobre (auto)biografias . Hoje, iremos conversar um pouco sobre (a vida e a obra) de Anne M. Frank, uma alemã refugiada na Holanda, Amsterdã, que viveu durante a Segunda Guerra Mundial, pleno Nazismo, e que para completar tudo, era judia.

Primeiramente, algo que eu odeio em biografias, é o fato das pessoas falarem de algo no futuro e como eu sei que a vida delas acaba antes que isso se concretize. Não é algo de se odiar, eu odeio por ser triste. Ela sempre falava “Quando sair daqui, vou publicar meus romances.”, “Quando sair daqui, eu serei uma mãe mais amorosa do que a minha nunca foi”. Ela saiu, mas não do jeito que todos queríamos. Mas a única coisa que me consola é que ela diz em certo momento “Não que eu ache que alguém vá se interessar pelos pensamentos de uma garota de 13 anos.”. Seu diário se tornou um dos livros mais importantes da humanidade, um documento sobre como o ser humano pode ser horroroso.

O livro retrata (inconscientemente. O melhor é que Anne confiava inteiramente em seu diário) não sobre a guerra. Mas sim a psicologia de como eram os judeus. Nos livros sobre, só vemos “os judeus sofreram com a guerra e com o nazismo. Fim”. Aqui temos a verdade crua e nua de como eles se sentiam, tanto que em certo momento Anne apresentou uma depressão.

Sim,  com o já deu a perceber, o livro é totalmente depressivo. Mas afinal, como ele é como livro mesmo? Ele é legal, ele é chato…?

A resposta está na pequena imagem a baixo.

10409297_659687947440053_6255406477170874845_n

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sim, O Diário de Anne Frank é um livro que todos deveriam ler. Para ensinar sobre o terror da guerra, e para que nunca mais coisas como essas aconteçam novamente. E mais importante: que sim, qualquer pessoa, independente da sua raça, religião, nacionalidade ou até idade, tem seus direitos e sonhos, e que todos podem, de certa forma, mudar o mundo.

Terminando: Eu li a Edição Definitiva, ou seja, eu li o diário inteiro dela na íntegra. Existem diversas outras versões, que cortam algumas partes.

 

(Isso é realmente pouco do que eu realmente gostaria de falar. Vocês sabem como eu sou péssimo em falar de um livro que eu realmente amei de todo o meu coração)

 

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Hoje Vamos Conversar Sobre Anne Frank

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s