Coluna Indicativa| Ruth Rocha, Harry Potter e Crianças Lendo Fantasia

“Ué, você não ia voltar só dia 18?” Desculpa (?), mas esse post ficou tão legal que eu tinha que postar o mais rápido possível! Espero que gostem.

Aliás, que saudades gente!

Coluna Indicativa é mais uma série de posts (que eu quero MUITO que dê certo. Tô muito animado, hehe) nova aqui no blog! Ela é inspirada nos vídeos Literatudo, (geralmente) da Taty Leite (quase todo mundo de lá já fez uma pontinha), lá do Cabine Literária, em que ela fala sobre algum assunto e depois indica um livro. Sempre amei os vídeos dela e fiquei com vontade de falar de livros dessa maneira, e então nasceu essa série.

Escrevi o parágrafo de cima antes da nova fase do Cabine, desculpa aí gente. Mas como o Coluna Indicativa é inspirada no Literatudo em si, achei melhor deixar.

Bem, a alguns dias, foi o aniversário de 50 anos da carreira de Ruth Rocha. Acho difícil não conhecerem ela, já que ela lançou diversos livros infantis que fizeram bastante sucesso aqui no Brasil, como Marcelo Marmelo Marte (o amor de toda criança, admita) e Historinhas Malcriadas (que, tecnicamente, envolvem o público adolescente). Bem, ela acaba fazendo uma entrevista para um jornal e em uma das perguntas, ela faz uma declaração que criou bastante burburinho na internet:

Jornal: O que acha destes novos best-sellers, que misturam fantasia, com a presença de vampiros e bruxas?
Ruth Rocha: Isto não é literatura, isto é uma bobagem. É moda, vai passar. Criança deve ler tudo, o que tem vontade, o que gosta, mas eu sei que não é bom. O que eu acho que é literatura é uma expressão do autor, da sua alma, das suas crenças, e cria uma coisa nova. Esta literatura com bruxas é artificial, para seguir o modismo. Acho que o Harry Potter fez sucesso e está todo mundo indo atrás.

07s12wriyr0uwpvcxm4ifduzj

Ela atacou mais especificamente Harry Potter. Bastante gente falou sobre fantasia ser sim literatura e sobre Harry Potter também ser literatura, mas se teve algo que foi ignorado, foram as crianças: e então, é bom a criança ler fantasia?

A resposta, meus caros, é sim.

Como ela disse, a criança (no caso, estou contando crianças de 7 a 12 anos) tem que ler o que ela tem vontade, o que gosta. Mas, a única coisa que vai definir se o livro que a criança está lendo é bom é a própria criança, e em alguns casos, os pais ou responsáveis.

Mas o que temos de ver mesmo é se vale a pena ser fantasia. E a resposta é afirmativa, novamente. A criança gosta de se imaginar no fantástico. Que tipo de criança nunca se imaginou sendo uma fada, lutando contra dragões, viajando o espaço, salvando o mundo contra um super-vilão ou fingindo estar num desenho animado? A leitura, nessa fase, deve estar atrelada á brincadeira: ser algo que divirta, que não fica só para aquele momento, que instiga a imaginação.

melhor exemplo de criança leitora. Super queria indicar, mas ainda não li...
Melhor exemplo de criança leitora.
Super queria indicar, mas ainda não li…

Vou contar um caso meu: li Harry Potter dos 7 aos 10. Durante todo esse período, eu lia, e depois de ler, eu parava e começava a imaginar minhas próprias aventuras no mundo mágico de J. K. Rowling. Meus pais até falavam “nossa, a gente deus os livros para ele e agora ele quer ser o Harry Potter!”, e eu lá, no meu quarto, pegando alguma coisa reta e comprida para fingir ser uma varinha e poder me juntar á Harry, Rony e Hermione contra os dementadores. É esse o tipo de livro que a criança deve ler, é esse o tipo de efeito que o livro tem que proporcionar na criança!

Claro, não são apenas os livros de fantasia que causam esse efeito. Marcelo Marmelo Martelo, da própria Ruth Rocha, é um livro que instiga a imaginação da criança. Sempre quis ser amigo do Marcelo, sempre quis criar um “idioma novo”, que aliás, essa ideia do “idioma novo” faz a criança ativar ainda mais a imaginação.

Baseado em literatura fantástica para crianças e na criança levar o livro para fora da leitura, a primeira recomendação dessa série é O Castelo do Príncipe Sapo (Froskeslottet), do Jostein Gaarder. O livro é bem antigo, de 1988, mas a linguaguem é bem fácil, para crianças mesmo. Li esse livro no intervalo de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban e Harry Potter e o Cálice de Fogo (isso em 2008/09), mas a história ainda está tão claro na minha mente. O livro investiga a imaginação do personagem, o Gregório, de um jeito bem parecido do que eu fazia com Harry Potter. É um livro de fantasia que fala, metaforicamente, o que acontece quando uma criança o-castelo-do-principe-sapo-jostein-gaarder-cia-letras-14013-MLB222299922_4730-Flê um livro de fantasia! Aliás, o autor é o mesmo de O Mundo de Sofia, que é um livro super amado por muita gente!

 

Ficha técnica:
O Castelo do Príncipe Sapo (Froskeslottet)
 de Jostein Gaarder, 1988
 Companhia das Letras, 128 págs.
Vestido em seu pijama estampado com carros e motocicletas, Gregório sai de casa numa noite gelada, pisando a neve endurecida, e encontra um duende de olhos azuis e capuz vermelho. O duende Umpin convida o garoto para comer panquecas de geléia de morango.Gregório nem poderia imaginar onde aquela aventura ia levar os dois novos amigos: depois de caçar girinos na Lagoa das Salamandras, Gregório vai ter de beijar um sapo e desfazer o encanto que aprisionou um príncipe chamado Garamond. A bordo de uma carruagem puxada por sapos gigantes, Gregório, Garamond e Umpin seguem então rumo a um castelo branco, de torres altas, cheio de soldados e criados.No Castelo do Príncipe Sapo, eles vão encontrar uma princesinha esperta, um malvado Lorde Camareiro, uma rainha atrevida e um rei que teve o coração roubado. Ali, certas coisas intrigam Gregório: por que será que o rei é tão parecido com o seu avô? Por que a Princesa Aurora lembra tanto sua prima Flora? Naquele palácio nada é bem o que parece.
 
 E é isso. Espero que tenham gostado desse estilo novo de post, prometo que vou tentar trazer ele mais vezes possíveis! Aliás, fazê-lo me deu uma nostalgia gigante, pensando seriamente em reler esse livro que indiquei!
 Até mais o/
Anúncios

Um comentário sobre “Coluna Indicativa| Ruth Rocha, Harry Potter e Crianças Lendo Fantasia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s